Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2012 / 11 / Operação Gangrena desarticula quadrilha que desviou recursos do SUS no PI

Operação Gangrena desarticula quadrilha que desviou recursos do SUS no PI

21/11/2012

Teresina/PI - A Polícia Federal deflagrou nesta quarta-feira, (21), a Operação Gangrena, visando desarticular quadrilha especializada em desvio de recursos públicos do SUS, descentralizados para Secretaria de Saúde do Estado do Piauí (SESAPI).

A investigação revela a ação de quatro empresas fornecedoras de medicamentos para a SESAPI, as quais ilicitamente burlaram licitação reduzindo a competitividade (compra por menor preço por lote ao invés de menor preço por item, o que excluiu os laboratórios fabricantes dos medicamentos). Além disso, elas teriam realizado em curto espaço de tempo o realinhamento dos preços licitados, e somente depois de realinhados, com o superfaturamento de preço, passaram a fornecer os medicamentos. Em muitos casos, não eram entregues os medicamentos adquiridos, o que era facilmente percebido pelos indicativos de uso de notas ficais frias .

Foram cumpridos na presente data 30 mandados de busca e apreensão, 18 conduções coercitivas , 23 medidas cautelares diversas da prisão (suspensão da função pública, suspensão da atividade econômica e proibição de deixar o país), além do bloqueio de contas bancárias e arresto de bens.  A investigação contou também com a participação de auditores da Controladoria-Geral da União (CGU).

A lucratividade está representada nos quase R$ 7 milhões desviados em proveito do grupo investigado, através de atos de corrupção e envolvimento de agentes públicos vinculados a Central de Controles de Licitações (CCEL) e a Secretaria de Saúde do Estado do Piauí.

Os membros da organização criminosa possuíam grande poder de autonomia e representação dentro das específicas áreas de atuação.

Os crimes em apuração são de formação de quadrilha, peculato, corrupção ativa, corrupção passiva, lavagem de dinheiro, além de outros que possam ser caracterizados no decorrer da investigação.


Comunicação Social da PF no Piauí
Tel: (86) 2106 4937

registrado em: