Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2014 / 10 / PF desarticula grupo de servidores públicos por fraudes na UFJF

PF desarticula grupo de servidores públicos por fraudes na UFJF

21/10/2014

Governador Valadares/MG - A Polícia Federal desencadeou hoje (21) a Operação Password. O objetivo da operação é apurar a responsabilidade criminal de uma associação composta por servidores públicos federais, que fraudava certames de interesse público.

A Justiça Federal expediu 23 mandados de busca e apreensão, cumpridos por 106 policiais federais nas cidades mineiras de Governador Valadares, Juiz de Fora, Belo Horizonte, e em Brasília/DF. Foram cumpridos, também, dois mandados de afastamento da função pública e proibição de acesso a determinados lugares.

As investigações tiveram início em maio deste ano e foram identificadas fraudes cometidas por servidores públicos ocupantes de cargos de direção na Universidade Federal de Juiz de Fora, com a participação eventual de dois Secretários e um ex-Secretário de Governo da Prefeitura de Governador Valadares.

Os investigados encontraram uma forma de institucionalização do nepotismo, tratando a coisa pública como própria, fazendo uso de bens e dinheiro público no interesse particular, inclusive, para fins de obstruir as investigações da PF. Ao todo, foram apurados indícios que demonstram a realização de fraudes para a aprovação de 11 candidatos no concurso público para a Universidade Federal de Juiz de Fora -UFJF. Também, apurou-se a prática do crime de falsidade ideológica, para viabilizar a posse de um dos investigados, que já era servidor da referida universidade, contando com declaração ideologicamente falsa, assinada por um professor da universidade, que declarava uma condição que o candidato ainda não possuía, para fins de cumprir requisito do edital.

 

Comunicação Social da PF em Governador Valadares/MG
Tel. (33) 3212-9100

registrado em: