Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2014 / 11 / PF combate fraudes de cerca de R$ 4 mi em benefícios da Previdência Social

PF combate fraudes de cerca de R$ 4 mi em benefícios da Previdência Social

07/11/2014

Cruzeiro do Sul/AC – A Polícia Federal, em ação conjunta com o Ministério da Previdência Social, deflagrou ontem (06) a operação Alexandrino* que tem por objetivo desarticular organização criminosa que, pelos menos desde 2010, vinha fraudando benefícios da Previdência Social no Acre. O prejuízo causado pelo grupo pode superar a marca dos R$ 4 milhões.

Cerca de 70 policiais federais cumpriram 22 mandados de busca e apreensão em Cruzeiro do Sul/AC e Rio Branco/AC.

Estima-se, em análise preliminar de 90 benefícios irregulares, que as fraudes podem ter rendido até R$ 2 milhões, no entanto, o prejuízo causado pelo grupo pode superar a marca dos R$ 4 milhões.

As fraudes do grupo consistiam no reconhecimento, ideologicamente falso, de relações de paternidade por parte de detentos, visando à obtenção fraudulenta de auxílio-reclusão: normalmente eram escolhidos presos com muito tempo de pena cumprida, gerando pagamento de retroativos. Para o salário-maternidade, eram cooptadas mulheres sem qualidade de segurado, oportunidade em que, com auxílio de sindicatos locais, era forjada situação de trabalhadoras rurais para terem o benefício concedido.

O esquema veio à tona a partir de declarações de diversas “seguradas” que foram lesadas, narrando que, quando da concessão dos benefícios, teriam que repassar elevados valores a servidores do INSS e agenciadores. Há ainda o envolvimento de atravessadores (agenciadores), responsáveis por atrair populares para as fraudes.

 

*O nome da Operação foi escolhido em razão de Alexandre, O Grande, que teria construído um império em regiões remotas, por meio de alianças com pessoas locais.

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Acre

Telefones: (68) 3212-1253 / 1257

registrado em: