Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2014 / 11 / PF investiga quadrilha por fraudar o ENEM

PF investiga quadrilha por fraudar o ENEM

14/11/2014

Fortaleza/CE - A Polícia Federal deflagrou na manhã desta sexta-feira (14) a Operação Apollo, que investiga quadrilha dedicada a fraudar o Exame Nacional do Ensino Médio, vestibulares e o ingresso em universidades públicas pelo sistema de cotas.

A operação foi deflagrada simultaneamente nos estados do Ceará, Paraíba e Piauí, onde foram cumpridos 4 mandados de prisão temporária e 9 mandados de busca e apreensão.

O esquema criminoso tinha seu centro de atuação na região do Cariri, no sul do estado do Ceará, mas a atuação da quadrilha se estendia também pelo estado da Paraíba. Os fraudadores direcionavam a sua atuação aos candidatos interessados em ingressar no curso de medicina de universidades públicas.

A investigação criminal, centralizada na Superintendência da Polícia Federal no Ceará, foi iniciada há 13 meses e, além das prisões realizadas nesta data, propiciou a prisão em flagrante de dois candidatos do ENEM 2014 no último sábado (06/11), na cidade de Juazeiro do Norte-CE.

As investigações seguem agora para identificar todos os possíveis beneficiários do esquema criminoso, responsável por fraudes ao ENEM 2013 e 2014.

O INEP/MEC, órgão responsável pela realização das provas do ENEM, tem colaborado com as investigações desde o ano passado, fornecendo as informações necessárias à identificação dos investigados e à elucidação da fraude.

Os presos foram indiciados pela prática dos crimes de fraudes em certames públicos e organização criminosa.

 

Será concedida entrevista coletiva às 10h30 na sede da Superintendência Regional da Polícia Federal no Ceará, com representantes da PF e do INEP/MEC.

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Ceará

Contato: (85) 3392-4867 / 8970-0624

registrado em: