Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2017 / 05 / PF deflagra operação contra o tráfico internacional de drogas em MG

PF deflagra operação contra o tráfico internacional de drogas em MG

05/05/2017

Belo Horizonte/MG – A Polícia Federal deflagrou hoje (5/5) a operação Cullinan, com o objetivo de combater organização criminosa especializada no tráfico internacional de cocaína para a Europa.

Iniciada em fevereiro de 2016, a investigação identificou um grupo de estrangeiros que se estabeleceu em Belo Horizonte e Nova Lima/MG, alugando imóveis e constituindo empresa fictícia, para promover a exportação de blocos de granito para a Europa. Neles, os criminosos ocultavam a droga. Ainda em 2016, foram registradas as movimentações do grupo, a montagem da estrutura logística para a exportação da droga, bem como os encontros com compradores e fornecedores. Em novembro daquele ano, foi identificada uma exportação feita pela organização criminosa pelos portos de Vitória/ES e do Rio de Janeiro/RJ: sete blocos de granito, acondicionados em contêineres, cujo destino final era a Espanha, com entreposto na Antuérpia, Bélgica. Com o apoio da Polícia e da Aduana belgas, a carga foi vistoriada e foram apreendidos, no porto de Antuérpia, mais de 1 tonelada de cocaína, que estava oculta em dois dos blocos de granito exportados. Paralelamente, foi apurado que a ORCRIM havia transferido seus equipamentos e estrutura logística para a região metropolitana de Vitória/ES, deixando-os em um galpão alugado. Ato contínuo, todos os investigados deixaram o território nacional.

No decorrer das investigações, várias diligências foram executadas. Foi solicitado à Polícia Nacional da Colômbia (PNC) que, em procedimento de colaboração internacional, prestasse auxílio, localizando e prendendo os investigados que se encontrassem naquele país para posterior extradição ao Brasil. Após a inclusão do nome dos investigados nas difusões vermelhas de procurados internacionais pela INTERPOL, a Polícia Federal, simultaneamente com a Polícia Nacional da Colômbia, deflagrou a Operação Cullinan.

Em 28/4/2017, foi preso preventivamente em São Paulo/SP pela Polícia Federal o único dos investigados que se encontrava no Brasil. Em sua residência, foram apreendidos documentos, smartphones e mídias eletrônicas, um veículo automotor, além de 60 mil dólares americanos e 34 mil reais em espécie. O preso foi conduzido para Belo Horizonte/MG, onde permanece recolhido em estabelecimento penal à disposição da Justiça Federal. No mesmo dia, na Colômbia, a Polícia Nacional da Colômbia prendeu preventivamente três investigados que foram localizados naquele país. A PF solicitou à Justiça Federal que se formalize à República da Colômbia o pedido de extradição dos presos para o Brasil.

Os envolvidos responderão pelos crimes de tráfico internacional de drogas e organização criminosa, cujas penas somadas podem chegar a 30 anos de reclusão.

Cullinan foi o nome dado ao maior diamante já encontrado, tendo sido associado às grandes somas de dinheiro que os investigados tencionavam auferir com o tráfico ilícito que praticavam.

Haverá entrevista coletiva na sede da PF em Minas (R. Nascimento Gurgel, 30, Gutierrez, Belo Horizonte), às 10h de hoje.


Comunicação Social da Polícia Federal em Minas Gerais
cs.srmg@dpf.gov.br | www.pf.gov.br
Contato (31) 3330-5270

registrado em: