Você está aqui: Página Inicial / Notícias / 2018 / 03 / PF investiga esquema de uso de documentos falsos em regularização fundiária

PF investiga esquema de uso de documentos falsos em regularização fundiária

09/03/2018

Belém/PA – A Polícia Federal deflagrou, na manhã de hoje (09.03), a Operação Apáte, que tem como objetivo apurar o uso de documentos falsos para regularização fundiária, no Pará.

Ao todo, estão sendo cumpridos 4 mandados de prisão temporária, 8 mandados de busca e apreensão e 4 mandados de apresentação de documentos com lavratura de certidões cartorárias, nos municípios de Belém/PA, Acará/PA, Tailândia/PA e Moju/PA.

As investigações apuraram que representantes de um grupo empresarial sediado em Belém se utilizava de cartório fictício, supostamente localizado no município do Acará/PA, para forjar certidões de matrículas de fazendas de propriedade de terceiros, deslocando-as e colocando-as em nome da empresa.

Na posse dos referidos documentos, bem como de restaurações das referidas propriedades, obtidas com o uso dos mesmos, os representantes da empresa passaram a utilizar todo o produto da contrafação junto a órgãos públicos, tais como INCRA e ITERPA, com o fim de regularizar as referidas terras.

Os presos serão encaminhados ao sistema prisional, onde ficarão à disposição da Justiça Federal.

A entrevista coletiva será realizada, hoje (9/3), às 10h, na Superintendência da Polícia Federal em Belém/PA.

Comunicação Social da Polícia Federal no Pará

Contato: (91)3214 8029

cs.srpa@dpf.gov.br

* A operação, batizada de Apáte, espírito que, segundo a mitologia grega saiu da Caixa de Pandora e personifica o engano e a fraude, decorreu de investigação conduzida pela Polícia Federal em Belém desde o ano de 2016.

registrado em: