Você está aqui: Página Inicial / Institucional / História

História

Missão da ANP

Formar e especializar profissionais de segurança pública para exercerem, com excelência, suas atribuições, bem como formular e difundir a doutrina policial em defesa da sociedade.

Visão de futuro

A Academia Nacional de Polícia como centro de excelência no desenvolvimento humano dos profissionais de segurança pública e referencial da doutrina policial em defesa da sociedade.

Históriapanoramicafrente.JPG

A criação da Academia Nacional de Polícia concretizou-se por ato do então Chefe de Polícia, General Osmar Soares Dutra, tendo o documento constitutivo sido publicado no Boletim Interno nº 216, em 31 de dezembro de 1960.

A ANP, orgulho de todos os servidores do Departamento de Polícia Federal, iniciou então suas atividades em Brasília - DF, com a denominação Academia de Polícia, tendo sido instalada em uma modesta sala de madeira de aproximadamente 16 metros quadrados, emprestada pelo Colégio Dom Bosco.

Tiveram a honra de ser os seus primeiros mentores o Tenente-Coronel Welt Durães Ribeiro (Diretor); o Major Gastão Barbosa Fernandes (Diretor de Ensino); o senhor Hélio Pinheiro (Secretário) e o senhor Luiz G. Dutra Filho (responsável pelo Setor Administrativo).

Foram definidos os objetivos para a instituição recém-criada: formar policiais e peritos em técnicas policiais avançadas, aperfeiçoar e atualizar policiais formados, manter intercâmbio com associações congêneres nacionais e internacionais, promover e se fazer representar em congressos e seminários policiais.

Nessa época foi instituído o primeiro Regimento Interno para disciplinar a conduta dos alunos e regulamentar os cursos de detetive, escrivão e comissário, oficializados pela Portaria nº 5, publicada no Boletim Interno nº 4, de 5 de janeiro de 1961. Nas disposições transitórias desse documento foram instituídos os primeiros cursos policiais: Curso de Detetive, Curso de Escrivão e Curso de Comissário. Em 14 de janeiro de 1961, o Diretor da Academia de Polícia baixou a Instrução nº 1, versando sobre a seleção de candidatos aos cursos instituídos.

A primeira aula inaugconstrucaoacademia.pngural foi proferida pelo Chefe de Polícia do Departamento Federal de Segurança Pública, General Osmar Soares Dutra, no dia 23 de janeiro de 1961, às 10 horas, no Colégio Dom Bosco, onde passou a funcionar a Academia. Nessa mesma data, foi instituído o Código de Honra para os policiais que passassem pela Academia.

Paulo Monte Serrat Filho, Major da Força Pública de São Paulo e bacharel em Direito, foi o segundo Diretor da Academia. Em 9 de maio de 1961 ele proferiu a aula inaugural realizada no Auditório do Cine Cultura, que culminou na solenidade oficial de instalação da Academia no Setor Policial Sul, em um barraco de madeira cedido pela Guarda Especial de Brasília.

Nesse ínterim, ocorreram mudanças no quadro político nacional, mas a polícia, sob nova administração, continuou crescendo em ritmo acelerado. Foi inaugurada, em 20 de novembro de 1961, a sede da Academia de Polícia, localizada no Setor Policial Sul, que recebeu, de imediato, 200 jovens oriundos das cidades de Recife, Goiânia, Salvador, Rio de Janeiro, Porto Alegre e Belo Horizonte.

Novos cursos foram ministrados e, em dezembro de 1962, a Academia de Polícia promoveu a Primeira Semana de Estudos Policiais em Brasília. Do programa desse evento constava uma série de conferências, realizadas no Auditório Dois Candangos da Universidade de Brasília (UnB), e a Primeira Reunião de Diretores de Escolas de Polícia de Brasília, cujos resultados foram otimistas.

A Lei n° 4.483/64, publicada no Diário Oficial da União nº 224, de 20 de novembro de 1964, reorganizou o Departamento Federal de Segurança Pública, bem como estabeleceu que a Academia passaria a ser chamada Academia Nacional de Polícia (ANP).

Após minucioso estudo, a Divisão de Obras do Ministério da Justiça criou um projeto para a nova sede da ANP. Esse projeto previa a construção de dois grandes blocos: o primeiro, com salas de aula, laboratório, museu criminal, biblioteca e auditório, que serviria também como salão nobre; e o segundo, com alojamentos para professores e alunos. Além desses dois blocos, também seria construído um bloco menor destinado à administração e à seção de psicotécnico, além de um ginásio, com instalações completas para educação física e, no subsolo, o estande de tiro. A construção foi concluída em 1973, com a finalização do anfiteatro, totalizando uma área de 30.276 metros quadrados. A ANP funcionou nessas instalações, no Setor Policial Sul, onde hoje é a sede da Escola Nacional de Administração Pública (ENAP), de 1966 a 1978.

Sede atual

anpaereo.jpg

Em 1978, a ANP foi transferida para a nova sede, localizada na Rodovia DF-001 - Estrada Parque do Contorno - Km 2, Taquari, Lago Norte, Brasília - DF, nas proximidades de Sobradinho. A nova sede foi inaugurada em 20 de fevereiro de 1979. Em uma área de 600 mil metros quadrados, suas instalações contavam com uma construção baixa e moderna, contendo alojamentos para 600 alunos, restaurante, salas de aula e teatro de arena com capacidade para até oitocentas pessoas.

Atualmente a ANP está dotada de uma estrutura física instalada em um complexo de 798.385,04 metros quadrados. Com uma área construída de 48 mil metros quadrados, possui locais de ajardinamento e estacionamentos muito bem conservados e arborizados.

A Academia Nacional de Polícia está no mesmo nível das melhores academias de polícia do mundo e recebe visitas de policiais de outras corporações nacionais e internacionais.

Em todo o período de sua existência, a ANP, por meio de sua Coordenação de Ensino (COEN), já formou e capacitou milhares de servidores da Polícia Federal, das polícias estaduais e de profissionais de segurança pública do exterior, sendo seus cursos ministrados tanto na forma presencial quanto através da educação a distância (EAD).

Além disso, a ANP oferece apoio e treinamento a servidores de diferentes órgãos dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário, bem como desenvolve projetos de atualização e pesquisa em segurança pública por meio da Coordenação da Escola Superior de Polícia (CESP).

Cursos de formação profissional oferecidos

A ANP oferece cursos de formação profissional para os candidatos aprovados nos concursos públicos para os cargos de Delegado de Polícia Federal, Perito Criminal Federal, Agente de Polícia Federal, Escrivão de Polícia Federal e Papiloscopista Policial Federal.

Cursos de Formação Continuada: A ANP oferece inúmeros cursos de capacitação continuada, tanto na modalidade presencial quanto a distância (EAD), visando ao treinamento de profissionais de segurança pública para o desenvolvimento de suas atribuições com excelência.

Cursos de Especialização: A ANP oferece, por meio da Escola Superior de Polícia, os cursos de Especialização em Gestão da Investigação Criminal, Especialização em Inteligência Policial e Especialização em Documentoscopia.

Ações do documento