Você está aqui: Página Inicial / Notícias / Últimas / ANP apresenta Relatório de Atividades de 2015

ANP apresenta Relatório de Atividades de 2015

A Academia Nacional de Polícia, dentro da sua missão de formar e especializar profissionais de segurança pública, concluiu o ano de 2015 com a realização de mais de 250 eventos educacionais e a capacitação de 14 mil alunos no Brasil e no Exterior.

A Academia Nacional de Polícia, dentro da sua missão de formar e especializar profissionais de segurança pública, concluiu o ano de 2015 com a realização de mais de 250 eventos educacionais e a capacitação de 14 mil alunos no Brasil e no Exterior.

AÇÕES PLANEJADAS E EXECUTADAS:

NATUREZA

TOTAL

Educação a Distância

136

Cursos de Especialização

109

Cursos internacionais

11

Curso de Formação

1

TOTAL

257

 

Alunos matriculados nas ações educacionais continuadas – presenciais nacionais

3052

Alunos matriculados nos cursos de formação continuada em EAD planejados e executados

10642

Alunos matriculados nos cursos de formação profissional da PF

736

Alunos matriculados em Cursos Internacionais

284

TOTAL

14714

 

 

Os cursos da ANP

Os cursos ofertados pela Academia Nacional de Polícia são previstos no Plano Anual de Capacitação e seguem as orientações das Diretrizes Gerais de Ensino, documento também editado anualmente.

Entre as diretrizes básicas da ANP está a realização de ações educacionais que alcancem o maior número possível de servidores da Polícia Federal, aprimorando cultural, moral, ética, psicológica, física e tecnicamente os alunos para o bom desempenho de suas atribuições e responsabilidades profissionais.

Curso de Formação Profissional

O principal evento desenvolvido pela ANP foi o 55º Curso de Formação Profissional de Agente de Polícia Federal. Realizado entre 3 de agosto e 18 de dezembro, o curso teve 736 alunos matriculados que receberam formação prática e teórica para atuarem nas mais diversas áreas da Polícia Federal.

O Curso de Formação Policial mobiliza todo o efetivo de policiais, administrativos e contratados da Academia Nacional de Polícia, além de servidores lotados nas diversas centenas de unidades da PF em todo o Brasil. Todos atuaram com afinco como professores, monitores, supervisores, orientadores e na área de apoio. A formação consiste em mais de 900 horas de capacitação voltadas para o desenvolvimento e aquisição das habilidades, capacidades e conhecimentos necessários ao desempenho das funções inerentes do cargo de Agente de Polícia Federal.

Além do Curso de Formação Profissional, a ANP é responsável por ações de Educação Continuada e Especializações, que podem ocorrer de forma presencial, semipresencial ou à distância.

 

Cursos de Atualização e treinamento policial

Em 2015 a Academia Nacional de Polícia realizou 109 cursos de atualização e treinamento policial. Estas ações de educação continuada são planejadas de acordo com as demandas apresentadas pelas Diretorias da PF e suas Coordenações e contaram com a participação de 2730 alunos da Polícia Federal e outros órgãos de segurança pública convidados. Entre estes cursos estão os que formam novos professores e instrutores para atuarem na ANP. Estes treinamentos buscam que o corpo docente da instituição atue com unidade e de forma padronizada. Em 2015 também foram realizadas capacitações visando os Jogos Olímpicos e Paralímpicos do Rio de Janeiro, como por exemplo o Curso para Chefes de Equipe de Segurança de Dignitários.

 

Cursos a distância

Seguindo a diretriz de atingir o maior número possível de servidores, uma ferramenta cada vez mais utilizada pela Academia Nacional de Polícia são os cursos na modalidade a distância. Ao longo de 2015 foram realizados 121 cursos na plataforma ANP.Net, que resultaram na capacitação de 9.279 servidores policiais e administrativos. Ao longo do ano também foi concluída a montagem de um estúdio para a gravação de vídeo-aulas que serão usadas nos treinamentos como forma de facilitar o aprendizado dos alunos dos próximos cursos.

Aperfeiçoamento

Um total de 1613 policiais realizaram em 2015 os cursos exigidos para progressão na carreira. Estes cursos, realizados na modalidade a distância, possuem carga horária que varia entre 180 e 240 horas e são uma ferramenta de atualização dos policiais para o exercício das atividades nos diferentes momentos da carreira (2ª classe, 1ª classe e Classe Especial).

Os cursos para progressão são supervisionados pela Coordenação da Escola Superior de Polícia. Esta é a área que, além de realizar ações educacionais, tem o papel de provocar, incentivar, produzir e difundir a pesquisa técnico-científica dentro da Academia Nacional de Polícia. O objetivo é conhecer novos métodos de prevenção e repressão à criminalidade, técnicas modernas de investigação criminal e atualização sobre o modus operandi dos criminosos, sobretudo a macrocriminalidade. Atualmente a Escola Superior de Polícia tem parceria com instituições de ensino superior no Brasil e exterior para realização de pesquisas sobre Segurança Pública e realização de eventos. Um exemplo foi o Seminário “A Construção de uma Polícia Republicana: Autonomia, Eficiência e Imparcialidade”, que ocorreu em outubro.

Também com a finalidade de colaborar no processo de aperfeiçoamento do quadro funcional da PF a Academia Nacional de Polícia conta com uma biblioteca que tem o acervo constantemente atualizado. Em 2015 a Biblioteca Digital da instituição alcançou 9893 itens, destacando-se entre estes a digitalização de todos os Boletins de Serviço desde o ano de 1961 até o ano de 1998. Estes documentos existiam apenas em formato físico e agora podem ser consultados por meio eletrônico.

 

Atividades internacionais

No Planejamento Estratégico da Polícia Federal para o período 2007-2022 foi estabelecido o objetivo de tornar a corporação uma referência mundial em Segurança Pública. E a ANP tem papel fundamental neste processo com a realização de treinamentos para policiais de outros países. Ao longo de 2015 o Escritório de Cooperação Internacional da ANP realizou 11 ações de capacitação internacionais, com a participação de 284 alunos estrangeiros. Cinco destes cursos foram realizados no Centro de Formação das Forças de Segurança de Guiné-Bissau, que é mantido por uma parceria entre autoridades daquele país, da Agência Brasileira de Cooperação do Ministério das Relações Exteriores e a Academia Nacional de Polícia. Ao longo de 2015 o local sediou cursos de Pronto-Socorrismo na Atividade Policial; Abordagem; e Segurança de Dignitários, entre outros.

 

Planejamento para 2016

Para o ano de 2016 o Plano Anual de Capacitação prevê a realização de 357 cursos para todos os servidores da Polícia Federal e de instituições convidadas. A Academia Nacional de Polícia vai trabalhar para a realização do maior número possível destes treinamentos, sempre com o compromisso de ser um centro de excelência no desenvolvimento humano dos profissionais de segurança pública e um referencial da doutrina policial em defesa da sociedade.

 

MISSÃO DA ACADEMIA NACIONAL DE POLÍCIA

Formar, aperfeiçoar e especializar profissionais de segurança pública para exercerem, com excelência, suas atribuições, bem como formular e difundir a doutrina policial em defesa da sociedade.

 

VISÃO DE FUTURO

A ANP como centro de excelência no desenvolvimento humano dos profissionais de segurança pública e referencial da doutrina policial em defesa da sociedade.

Ações do documento