Você está aqui: Página Inicial > Imprensa > Notícias > 2019 > 02 > Operação Fratura Exposta investiga esquema de corrupção no SUS do CE

Notícias

Operação Fratura Exposta investiga esquema de corrupção no SUS do CE

PF apura crimes relacionados ao fornecimento de material médico-cirúrgico ao SUS no Ceará

por fatima.mfco publicado: 15/02/2019 14h54 última modificação: 20/02/2019 08h16

Fortaleza/CE – A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira (14/2) a Operação Fratura Exposta, com o objetivo de combater e desarticular um esquema de corrupção que envolveria médicos ortopedistas vinculados funcionalmente às unidades hospitalares da rede SUS, no Ceará.

Cerca de 80 policiais federais cumprem 2 mandados de prisão temporária e 26 mandados de busca e apreensão e de sequestro de bens de 14 envolvidos, todos expedidos pela 11ª Vara da Justiça Federal.

A associação criminosa seria composta por médicos responsáveis pela requisição de produtos fornecidos por empresa importadora de material  médico-cirúrgico em troca de comissões indevidas, onerando assim os pagamentos dos procedimentos cirúrgicos feitos pelo SUS e por uma organização social contratada pelo estado do Ceará para o gerenciamento do Hospital Regional do Cariri.

A investigação teve início em 2016 a partir de notícia-crime direcionada à Polícia Federal e compreende procedimentos cirúrgicos realizados entre os anos de 2013 e 2018. Segundo apurado até o momento, somente entre os anos de 2013 e 2016, os investigados teriam recebido cerca de R$ 1,8 milhão em vantagens indevidas.

Os envolvidos poderão responder pelos crimes de associação criminosa e corrupção ativa e passiva, cujas penas variam de 2 a 12 anos, de acordo com o nível de participação.

O nome da Operação Fratura Exposta faz referência à grave lesão tratada pela ortopedia.

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Ceará

cs.srce@dpf.gov.br

(85) 3392-4867/4807
registrado em: , ,