Você está aqui: Página Inicial > Imprensa > Notícias > 2019 > 03 > PF investiga esquema de lavagem de dinheiro em Santa Catarina

Notícias

PF investiga esquema de lavagem de dinheiro em Santa Catarina

Ação PF - Santa Catarina

Investigado teria aberto empresas de fachada para movimentar valores não declarados ao Fisco
por fatima.mfco publicado: 12/03/2019 00h00 última modificação: 19/03/2019 08h49
Documentos apreendidos

Documentos apreendidos

Florianópolis/SC – A Polícia Federal cumpriu, na manhã de hoje (12/3), mandado de busca e apreensão expedido pela Justiça Federal no interesse de inquérito policial que apura lavagem de dinheiro por meio de uso de duas empresas de “fachada”, registradas em nome de “laranjas”, com sede na grande Florianópolis.

Segundo foi apurado, um dos investigados, morador do bairro Kobrasol, em São José/SC, aliciou pessoas para figurarem nos quadros societários das empresas e, a partir daí, abriu contas em instituições financeiras e passou a utilizá-las para movimentar dinheiro oriundo de facção criminosa sediada no Rio Grande do Sul.

Em menos de quinze dias, foram movimentados mais de dois milhões de reais em apenas uma das contas que tiveram a quebra de sigilo decretada por decisão judicial.

Durante as buscas realizadas em um apartamento localizado no continente, além de cheques em nome do principal “laranja” e carimbos em nome de terceiras pessoas, foram encontrados inúmeros documentos falsos, tais como carteira de identidade, CPF, certificado de reservista, CTPS, cartão cidadão e até um passaporte.

Nos autos do inquérito policial que apura os fatos, os investigados serão indiciados pela prática do crime de lavagem de dinheiro, cuja pena pode chegar a 10 anos de prisão, conforme previsto no art. 1º da Lei nº 9.613/98, além das penas referentes a cada um dos crimes de uso de documento falso que forem comprovados.

 

  

Comunicação Social da Polícia Federal em Santa Catarina

cs.srsc@dpf.gov.br | www.pf.gov.br

Contato: (48) 3281-6694