Você está aqui: Página Inicial > Imprensa > Notícias > 2019 > 04 > PF investiga esquema de distribuição de cigarros contrabandeados no Espírito Santo

Notícias

PF investiga esquema de distribuição de cigarros contrabandeados no Espírito Santo

Operação PF - Espírito Santo

Operação Guifit desarticula grupo criminoso responsável por distribuição de cigarros estrangeiros contrabandeados no Espírito Santo
por fatima.mfco publicado: 09/04/2019 10h42 última modificação: 09/04/2019 10h42
Arquivo PF

Arquivo PF

Vila Velha/ES – A Polícia Federal deflagrou na manhã desta terça-feira (8/4), a Operação Guifit, com objetivo de combater a distribuição de cigarros contrabandeados no Estado do Espírito Santo.

A operação contou com a participação de 32 policiais federais, que deram cumprimento a 7 mandados de busca e apreensão, nas residências dos investigados e empresa do grupo nos Municípios de Vitória e da Serra/ES. Foram realizadas a prisão de um dos investigados e a apreensão de cigarros contrabandeados, dentre outros elementos de prova.

 

Entenda o caso

No dia 09 de janeiro de 2019, a Polícia Rodoviária Federal prendeu em flagrante um homem, após ser abordado em Marechal Floriano/ES, dirigindo um Caminhão "Bitren" carregado com 998 caixas de cigarros de fabricação estrangeira. O caminhão tinha as placas substituídas por outras falsas, o que era feito para dificultar as ações de fiscalização na rodovia e evitar abordagens policiais.

O condutor foi preso pela terceira vez, sob acusação de transportar cigarros contrabandeados. Em sede policial ele foi autuado pela prática dos crimes previstos no art. 311, 330 e 334-A, do Código Penal, e art. 183, da Lei 9.472/97.

Com o desenvolvimento das investigações, foi possível identificar o grupo de pessoas e empresas associadas e responsáveis pelo transporte e distribuição de cigarros no Estado do Espírito Santo.

Crimes investigados

Os investigados responderão pelos crimes presentes no art.334-A e art.311 ambos do Código Penal c/c art.1º, parágrafo 1ºda Lei 12.850, cujas penas variam entre 2 a 5 anos de reclusão no primeiro, 3 a 6 anos no segundo e 3 a 8 anos no último.

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Espírito Santo

Contato: (27) 3041-8051/8029