Você está aqui: Página Inicial > Imprensa > Notícias > 2019 > 05 > Delegacia da Polícia Federal sediará treinamento regional para Rede de Assistência às Vítimas de Tráfico de Pessoas

Notícias

Delegacia da Polícia Federal sediará treinamento regional para Rede de Assistência às Vítimas de Tráfico de Pessoas

Ação PF - PR

O evento ocorrerá entre os dias 22 e 23/5, no auditório da Polícia Federal em Foz do Igauçu
por publicado: 21/05/2019 13h44 última modificação: 21/05/2019 13h44

Foz do Iguaçu/PR - O Centro Internacional para o Desenvolvimento de Políticas Migratórias (ICMPD) realizará em Foz do Iguaçu (PR), nesta quarta e quinta-feira (22 e 23/5), a partir das 8h, no auditório da Polícia Federal, a 4ª Capacitação em Proteção e Assistência a Vítimas de Tráfico de Pessoas no Contexto do Novo Quadro Jurídico para Migração e Tráfico. 

Financiado pelo Escritório de Monitoramento e Combate ao Tráfico de Pessoas do Departamento de Estado dos Estados Unidos, o curso busca fortalecer a capacidade de organizações governamentais e não governamentais no Paraná de identificar, proteger e referenciar vítimas de tráfico. 

A capacitação que contará com mais de 90 agentes da rede de atendimento e assistência às vítimas de tráfico de pessoas, faz parte do projeto “Atenção Brasil – Fortalecendo a Capacidade do governo brasileiro no enfrentamento ao tráfico de pessoas”. 

Fortaleza/CE, Belém/PA e Boa Vista/RR já receberam a mesma capacitação. São Paulo e Rio de Janeiro receberão o referido treinamento no segundo semestre de 2019. Os eventos incluem temas como identificação e assistência às vítimas de tráfico de pessoas e referenciamento de vítimas de tráfico para assistência adequada, com foco na promoção e defesa de seus direitos de acordo com a Lei 13.344/16. 

São parceiros do ICMPD na implementação do projeto: o Ministério Público Federal (MPF), a Polícia Federal, a Secretaria Nacional de Justiça do Ministério da Justiça e Segurança Pública e o Instituto Migrações e Direitos Humanos (IMDH). O público-alvo do projeto é formado por integrantes de instituições governamentais em nível federal, estadual e municipal; MPF; forças policiais; Defensorias públicas; Judiciário; organizações não-governamentais e sociedade civil. 

Os resultados e impactos esperados são: grupos-alvo melhor treinados para aplicação mais rápida e eficiente da nova legislação de enfrentamento ao tráfico de pessoas, considerando uma abordagem centrada na vítima; aprimoramento das capacidades das instituições federais envolvidas na formulação e implementação da política de enfrentamento ao tráfico, em particular em esforços relativos às investigações, acusações e condenações do crime; e melhor identificação e referenciamento das vítimas e possíveis vítimas de tráfico, quaisquer que sejam as modalidades, entre elas exploração laboral, exploração sexual, adoção ilegal e tráfico de órgãos.

 

Comunicação Federal da Polícia Federal em Foz do Iguaçu
Contato: (45) 3576.5515