Você está aqui: Página Inicial > Imprensa > Notícias > 2019 > 05 > PF e PMPE desarticulam grupo criminoso especializado no tráfico de drogas

Notícias

PF e PMPE desarticulam grupo criminoso especializado no tráfico de drogas

Operação PF - PE

Operação Raposa combate o tráfico de drogas em municípios do interior pernambucano
por publicado: 21/05/2019 09h37 última modificação: 21/05/2019 09h37

Caruaru/PE - A Polícia Federal, com apoio da Polícia Militar de Belo Jardim/PE e Caruaru/PE (15º BPM e 4ºBPM), deflagrou nesta terça-feira (21/5) a Operação Raposa, visando desarticular grupo criminoso especializado no tráfico de drogas nas regiões dos municípios de São Caetano/PE e Caruaru/PE.

Aproximadamente 75 policiais federais e 18 policias militares do 15º BPM e 4º BPM estão dando cumprimento a 13 mandados de prisão preventiva e 13 mandados de busca e apreensão, em Caruaru, São Caetano, Bezerros e Limoeiro, expedidos pelo Juízo da Vara Única da Comarca de São Caetano/PE. Também estão sendo cumpridos mandados de prisão preventiva nas penitenciárias Juiz Plácido de Souza, em Caruaru/PE, e Desembargador Ênio Pessoa, em Limoeiro/PE.

A investigação, que teve início em julho/2018, identificou a atuação de um grupo criminoso especializado no tráfico de drogas na região dos municípios de São Caetano/PE e Caruaru/PE. No curso da apuração, além de diversas apreensões de entorpecentes, alguns dos principais integrantes do grupo criminoso foram presos e encaminhamos a penitenciárias estaduais localizadas nos municípios de Caruaru e Limoeiro. Ainda assim, os criminosos foram flagrados gerenciando o tráfico de drogas de dentro dos estabelecimentos prisionais, por meio de ordens repassadas aos demais membros do grupo por telefones celulares e durante visitas regulares.

Os presos serão levados para a Delegacia da Polícia Federal em Caruaru, onde serão indiciados pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico, cujas penas variam de 5 a 20 anos de reclusão. Após os procedimentos legais, todos serão levados para fazer exame de corpo de delito no IML-Instituto de Medicina Legal e logo após serão encaminhados para os respectivos sistemas prisionais.

A operação foi denominada Raposa em alusão ao município de São Caetano da Raposa, onde grande parte da quadrilha atuava.

Será concedida entrevista coletiva, 10h30, na Delegacia de Polícia Federal em Caruaru/PE, onde representantes da Polícia Federal e da Policia Militar darão mais detalhes sobre a operação.

 

Comunicação Social da Polícia Federal em Pernambuco

Contato: (81) 2137-4076