Você está aqui: Página Inicial > Imprensa > Notícias > 2019 > 07 > PF investiga desvios de recursos públicos destinados à compra de merenda escolar

Notícias

PF investiga desvios de recursos públicos destinados à compra de merenda escolar

Operação PF

PF deflagra as Operações Famintos e Feudos para combater fraudes em licitações e contratos de merenda escolar em municípios paraibanos
publicado: 24/07/2019 07h23 última modificação: 24/07/2019 09h13

Campina Grande/PB – A Polícia Federal deflagrou nesta manhã (24/7) as Operações Famintos e Feudo, com o objetivo de combater fraudes em licitações, superfaturamento de contratos administrativos, corrupção e organização criminosa, na Paraíba, relacionados à aquisição de merenda escolar para municípios paraibanos.

As operações, que são realizadas em conjunto com o Ministério Público Federal – MPF/PB e com a Controladoria-Geral da União – CGU/PB, contam com a participação de 260 policiais federais e 16 auditores da CGU. Ao todo, estão sendo cumpridos 67 mandados de busca e apreensão, em órgãos públicos e nas residências, escritórios e empresas dos investigados, bem como de 17 mandados de prisão, nas cidades paraibanas de João Pessoa, Campina Grande, Massaranduba, Lagoa Seca, Serra Redonda, Monteiro e Zabelê.

As ordens foram expedidas pelo Tribunal Regional Federal da 5ª Região e pela Justiça Federal de Campina Grande.

 

 

ENTENDA O CASO

 

A primeira investigação – a Operação Famintos – visa desarticular esquema criminoso de fraudes em licitações e contratações na cidade de Campina Grande/PB, nos anos de 2013 até 2019, com pagamentos vinculados a verbas do PNAE – Programa Nacional de Alimentação Escolar.

Por seu turno, a segunda investigação também apura delitos relacionados a licitações fraudadas e contratações irregulares, mas, dessa feita, no Município de Monteiro/PB, envolvendo empresas que fornecem merenda escolar.

Foi estipulado o bloqueio de bens e valores na ordem de R$ 13,5 milhões, como uma estimativa preliminar do dano.

 

CRIMES INVESTIGADOS

Os investigados responderão, de acordo com suas condutas, pelos crimes de fraudes em licitação, superfaturamento de contratos, lavagem de dinheiro e organização criminosa, cujas penas, somadas, poderão ultrapassar 20 anos de reclusão.

 

 

Será concedida entrevista coletiva às 10h30, no auditório do Hotel Slaviero, localizado na Rua José Bernardino, nº 97, Vila Cabral, Campina Grande/PB.

 

 

Comunicação Social da Polícia Federal na Paraíba
Telefone: (83) 3269-9422

 

 

 

 

***O nome da operação FAMINTOS é uma alusão à voracidade demonstrada pelos investigados em direcionar as contratações para o grupo criminoso. Já o nome FEUDO remete ao vínculo familiar entre os integrantes do grupo criminoso atuante em Monteiro/PB.