Você está aqui: Página Inicial > Imprensa > Notícias > 2019 > 08 > Polícia Federal realiza seminário internacional de combate às organizações criminosas

Notícias

Polícia Federal realiza seminário internacional de combate às organizações criminosas

Diretoria de Inteligência Policial e Academia Nacional de Polícia promovem seminário internacional
por publicado: 19/08/2019 18h55 última modificação: 19/08/2019 18h55

Brasília/DF - A Polícia Federal promove, no período de 20 a 22 de agosto, no Auditório da DITEC, no Complexo da Polícia Federal no DF, o Seminário “A Atividade de Inteligência e o Enfrentamento às Organizações Criminosas”.

A ação, liderada pela Diretoria de Inteligência Policial – DIP, conta com as parcerias da Diretoria de Investigação e Combate ao Crime Organizado - DICOR e da Academia Nacional de Polícia - ANP, por intermédio da Escola Superior de Polícia.

O evento educacional conta com o patrocínio da Caixa Econômica Federal e o apoio da Associação dos Delegados de Polícia Federal – ADPF.

O Seminário tem como objetivo congregar pesquisadores, professores, policiais e profissionais envolvidos com a temática da segurança pública em torno da discussão do tema referente ao uso da Inteligência no enfrentamento às Organizações Criminosas atuantes ou com influência sobre o território nacional. Os participantes analisarão, ainda, o fenômeno criminal no Brasil, notadamente quanto à atuação de organizações complexas e facções criminosas, e a transnacionalidade da atuação criminosa, isso tudo sob o enfoque acadêmico e policial.

O evento buscará o desenvolvimento dos mecanismos de enfrentamento ao Crime Organizado nas suas dimensões nacional e internacional, por meio de mesas temáticas, debates e painéis, todos com temas que girarão em torno da atividade de Inteligência e da fenomenologia das organizações criminosas, atendendo diretamente ao objetivo proposto à atividade educacional em questão.

São também objetivos do Seminário:
I - compreender os desafios que a criminalidade organizada impõe às instituições em face do conhecimento disponível sobre o problema;
II - resgatar o valor da experiência cotidiana na compreensão do problema da criminalidade organizada, numa integração entre pesquisa, inteligência e ação policial;
III - compreender o problema da criminalidade organizada transnacional e os mecanismos de cooperação policial para o seu enfrentamento;
IV - analisar como as práticas policiais tem respondido aos desafios e decorrências oriundos do fenômeno, e como a atividade de inteligência pode auxiliá-las para tanto;
V - aprofundar o tema para tratar, especificamente, do surgimento e estabelecimento das organizações criminosas sob a forma de facções;
VI - compreender a interligação entre a atuação das facções criminosas e a realidade do sistema penitenciário nacional;
VII analisar a atuação do crime organizado sob o enfoque da sua influência política.

O evento contará com aproximadamente 200 participantes, dentre palestrantes nacionais e internacionais, policiais federais, integrantes da comunidade de inteligência, profissionais de segurança pública, comunidade acadêmica e convidados da sociedade civil e do setor público.

As inscrições estão esgotadas.

 

Divisão de Comunicação Social da PF
61 - 2024 8142