Você está aqui: Página Inicial > Imprensa > Notícias > 2019 > 09 > PF e Receita combatem o tráfico de drogas no Aeroporto de SP

Notícias

PF e Receita combatem o tráfico de drogas no Aeroporto de SP

Ação PF

Foram apreendidas cocaína e metanfetamina com passageiros de voos internacionais
por publicado: 12/09/2019 19h40 última modificação: 13/09/2019 08h51

Guarulhos/SP – A Polícia Federal prendeu, entre os dias 11 e 12/9, no Aeroporto Internacional de São Paulo, cinco passageiros de voos internacionais com droga engolida, na forma de cápsulas, e ocultas dentro das bagagens.

Policiais federais entrevistaram na segunda-feira (9) dois passageiros, de 32 e 25 anos, que foram inadmitidos ao tentarem desembarcar em Lisboa, Portugal, e estavam retornando ao Brasil. Os homens confessaram aos policiais que estavam com cápsulas, contendo cocaína, dentro dos seus estômagos e que temiam pelas suas vidas. Eles foram conduzidos ao hospital público e expeliram na quarta-feira (11/9) a droga, recebendo voz de prisão.

Já na quinta-feira (12/9), a equipe do K9 da Receita Federal, em fiscalização de rotina junto ao porão de bagagens despachadas para voo com destino a Addis Ababa, na Etiópia, após a indicação do cão de faro, submeteu a mala suspeita ao raio-x. Nela foi verificada a existência de substância orgânica dentro de diversos objetos. A PF foi acionada e, em sede policial, foram realizados os exames periciais constatando um total de mais de 6 kg de cocaína, ocultos dentro de 37 placas plásticas. O suspeito, nacional da Nigéria, de 30 anos e portador de Registro Nacional de Estrangeiro (RNE), recebeu voz de prisão por tráfico internacional de drogas.

Uma outra ocorrência, junto aos canais de inspeção da Receita Federal, resultou na prisão de um casal de brasileiros residentes em Curitiba, Paraná. Eles portavam quase 10 kg de metanfetamina, dentro de fundos falsos de suas malas. Os servidores da Receita encontraram a substância com o auxílio do raio-x, momento em que acionaram a PF, que realizou os exames periciais. O casal foi preso em flagrante após ficar comprovado que se tratava de droga sintética.

Os presos serão conduzidos aos presídios estaduais, onde permanecerão à disposição da Justiça.

 

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Aeroporto Internacional de São Paulo/Guarulhos

Contato: (11) 2445-2212