Você está aqui: Página Inicial > Imprensa > Notícias > 2019 > 11 > PF realiza prisão dos acusados de furto qualificado à agência dos Correios no interior do Tocantins

Notícias

PF realiza prisão dos acusados de furto qualificado à agência dos Correios no interior do Tocantins

Operação PF

Operação Gato do Mato investiga assalto a agência dos Correios, em Pedro Afonso/TO
publicado: 27/11/2019 07h29 última modificação: 27/11/2019 07h29
Arquivo PF

Arquivo PF

Palmas/TO -  A Polícia Federal deflagrou nessa manhã (27/11) a operação Gato do Mato, visando desarticular grupo criminoso envolvido em arrombamentos aos Correios, no Tocantins.

Aproximadamente 35 Policiais Federais cumprem três mandados de prisão preventiva e cinco mandados de busca e apreensão, expedidos pela 4ª Vara Federal da Seção Judiciária do Estado do Tocantins, nos municípios de Palmas, Pedro Afonso, Almas, Porto Nacional e Formoso do Araguaia.

A investigação teve início após o furto mediante arrombamento contra a agência dos Correios de Pedro Afonso/TO, na madrugada de 7 de abril deste ano. Após deixarem a agência, os criminosos foram abordados por policiais militares, mas conseguiram fugir a pé, abandonando o veículo utilizado no crime.

Em maio deste ano, um dos autores veio a óbito após confronto com a Polícia Militar. Durante a ação um policial foi alvejado no peito, mas foi protegido pelo colete balístico. O autor dos disparos e mais dois indivíduos haviam sido surpreendidos nas proximidades do rio Araguaia, no município de Caseara, onde estavam em um veículo roubado em outro assalto, a um estabelecimento comercial em Luzimangues, distrito de Porto Nacional.

Os investigados devem responder pelo crime de furto qualificado, cuja pena pode superar 10 anos de reclusão.

 

 

Comunicação Social da Polícia Federal em Tocantins

E-mail: cs.srto@dpf.gov.br

Contato: (63) 3236-5411/5440

(63) 9 9204-3219

 

***O nome da operação faz alusão a animal terrestre de hábitos noturnos, muito ágil e que costuma caçar e se deslocar durante a noite, para se proteger dos predadores de hábitos diurnos.