Você está aqui: Página Inicial > Imprensa > Notícias > 2020 > 01 > Operação Epagoge desarticula organização criminosa suspeita de fraudar licitações

Notícias

Operação Epagoge desarticula organização criminosa suspeita de fraudar licitações

Operação PF

Estão sendo cumpridos 22 mandados de busca em três estados
por publicado: 30/01/2020 08h08 última modificação: 30/01/2020 16h04

Curitiba/PR – Nesta quinta-feira (30/1) a Polícia Federal (PF), em cooperação com o Ministério Público Federal (MPF) e Controladoria Geral da União (CGU), desencadeou a Operação *Epagoge para desarticular organização criminosa suspeita de fraudar licitações.

Cerca de 75 policiais federais e 6 auditores da CGU cumprem 22 mandados de busca e apreensão nas cidades de Curitiba/PR, Piraquara/PR, Guaratuba/PR, Balneário Camboriú (SC) e São Paulo/SP.

A investigação teve início em 2015 a partir da suspeita de que empresas de um mesmo grupo estariam atuando mediante ajuste, prejudicando a concorrência em licitações promovidas pelo Poder Público, principalmente para a compra de eletrônicos.

No inquérito policial identificou-se que algumas das pessoas jurídicas funcionavam no mesmo endereço e pertenciam aos mesmos proprietários, a indicar que empresas fictícias atuavam candidatando-se simultaneamente no mesmo certame, a fim de viabilizar que uma delas se sagrasse vencedora, com possibilidade de manipular os preços.

Segundo dados da CGU, entre 2010 e 2019, as empresas participantes do grupo firmaram contratos com o Poder Público em valores que ultrapassaram R$ 60 milhões.

*Epagoge – em grego é indução. Induzir o pensamento de alguém.

Não haverá coletiva de imprensa.

 


Comunicação Social da Polícia Federal em Curitiba/PR
Contato: 41-3251-7809 / 99942-5543
cs.srpr@dpf.gov.br

BALANÇO

 

A Polícia Federal divulga balanço da Operação Epagoge:


- todos os mandados de busca e apreensão foram cumpridos;
- foram apreendidos seis veículos;
- também foram apreendidos celulares e mídias (notebooks, HD’s).