Você está aqui: Página Inicial > Imprensa > Notícias > 2020 > 02 - Notícias de fevereiro de 2020 > Operação Araracanga investiga grupo criminoso responsável por comércio ilegal de animais silvestres

Notícias

Operação Araracanga investiga grupo criminoso responsável por comércio ilegal de animais silvestres

Operação PF

PF cumpre medidas judiciais em Minas Gerais
publicado: 13/02/2020 08h10 última modificação: 13/02/2020 08h10
Arquivo PF

Arquivo PF

Palmas/TO - A Polícia Federal deflagrou nessa manhã (13/2) a Operação Araracanga, visando desarticular organização criminosa envolvida em caça e comércio ilegal de animais silvestres.

Aproximadamente 20 policiais federais cumprem dois mandados de prisão preventiva e três mandados de busca e apreensão, expedidos pela Justiça Federal em Gurupi/TO, nos municípios de Contagem-MG, Ribeirão das Neves-MG e João Pinheiro-MG.

A investigação teve início após uma apreensão de pássaros realizada pela Polícia Rodoviária Federal em Cariri/TO em 2018. Os indícios reunidos até aqui indicam que a organização promove reiteradamente a compra de grandes quantidades de animais silvestres nos Estados da Bahia, Tocantins e Pará, transportando-os aos grandes centros, a exemplo de Belo Horizonte/MG e São Paulo/SP, para revenda.

Os investigados devem responder pelos crimes de caça ilegal, receptação e organização criminosa, cujas penas podem chegar a 16 anos de reclusão.

 

 

 

Comunicação Social  da Polícia Federal em Tocantins

E-mail: cs.srto@dpf.gov.br

Fones: (63) 3236-5411 (63) 9 9204-3219

 

*** O nome da operação faz referência ao nome de uma das espécies comercializadas pelo grupo.