Você está aqui: Página Inicial > Imprensa > Notícias > 2020 > 02 - Notícias de fevereiro de 2020 > PF apura prática de crimes contra o Sistema Financeiro Nacional

Notícias

PF apura prática de crimes contra o Sistema Financeiro Nacional

Operação PF

Operação Sirena investiga grupo que geria suposto sistema de consórcio sem autorização do órgão fiscalizador
por publicado: 11/02/2020 22h00 última modificação: 12/02/2020 11h46

Recife/PE - A Polícia Federal deflagrou na terça-feira (11/2) a Operação Sirena, com o propósito de colher mais elementos de prova com relação a um grupo que, a pretexto de facilitar a realização do sonho da cirurgia plástica, estaria em verdade captando e gerindo recursos de terceiros, à semelhança de um sistema de consórcio, sem a necessária autorização do órgão fiscalizador (Banco Central).

Ao todo, foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão na Região Metropolitana do Recife (Iputinga, Piedade, Boa Viagem, Marcos Freire, Olinda) em empresa e residências.

De acordo com os dados até então apurados, as clientes que aderiam ao projeto eram distribuídas em grupos com objetivos em comum, com prazo de duração e número de cotas previamente determinados, estipulando ainda a forma de sorteio entre os aderentes para a utilização dos valores divididos em pequenas parcelas, justamente na forma prevista na Lei de Consórcio.

Não bastasse a operação clandestina de sistema de consórcio, observou-se que dezenas de participantes, apesar de contempladas em sorteio e virem pagando regularmente suas contribuições, não recebiam os valores para a realização do procedimento estético, denotando não apenas a má gestão, mas também uma apropriação indevida ou desvio do montante gerido.

 Os envolvidos estão sendo investigados por crimes contra o Sistema Financeiro Nacional que, somados, podem ser punidos com pena de reclusão de até 18 anos. 

 

Comunicação Social da Polícia Federal em Pernambuco

Contato: (81) 2137-4076
E-mail: cs.srpe@dpf.gov.br