Você está aqui: Página Inicial > Imprensa > Notícias > 2020 > 04 - Notícias de abril de 2020 > PF combate organização criminosa em Minas Gerais

Notícias

PF combate organização criminosa em Minas Gerais

Operação PF

PF deflagra Operação Saepta para investigar possíveis envolvidos em facção criminosa que atuava em Minas Gerais
publicado: 08/04/2020 11h40 última modificação: 08/04/2020 11h40
Arquivo PF

Arquivo PF

Uberaba/MG – Na manhã de hoje, 8/4/2020, a Polícia Federal deflagrou, em conjunto com a Polícia Civil de Minas Gerais, a Operação “Saepta”, para investigar conduta de um possível membro de facção criminosa que agia em Minas Gerais.

Foram cumpridos, em Uberaba, três mandados judiciais de busca e apreensão e um mandado judicial de prisão preventiva; todos expedidos pela 1ª Vara Criminal de Uberaba, após representação feita pela Força Integrada de Combate ao Crime Organizado (FICCO/MG).

As investigações tiveram início em março deste ano e identificaram um homem que residia em Uberaba e teria utilizado nomes falsos para se esquivar de mandado judicial de prisão que havia contra si, por condenação por homicídio qualificado que teria cometido em São Paulo/SP. Há indícios de que o foragido seria membro de uma facção criminosa.

O cumprimento das buscas ocorreu em duas residências e numa loja de revenda de veículos de propriedade do investigado, que pode estar servindo de fachada para movimentação de recursos da facção criminosa.

Caso seja condenado, o homem poderá cumprir até 23 anos de prisão pelos crimes de falsidade ideológica, organização criminosa e lavagem de dinheiro.

Seguindo todos os protocolos de cuidados do Ministério da Saúde em face da pandemia do Covid-19, a Polícia Federal continua trabalhando para a manutenção da lei e da ordem, preservando o estado democrático de direito.

Será concedida entrevista coletiva, às 16h, na Delegacia da PF em Uberaba (Rua Delegado Agílio Monteiro, n° 10, Parque do Mirante).

 

 

Comunicação Social da Polícia Federal em Uberaba/MG

www.pf.gov.br –

Contato: (34) 2104-5200

 

*** O nome da Operação tem origem no latim e significa “vida oculta”, como menção ao crime ora combatido.