Você está aqui: Página Inicial > Imprensa > Notícias > 2020 > 06 - Notícias de junho de 2020 > Polícia Federal desarticula organização criminosa suspeita de fraudar Agências dos Correios no TO

Notícias

Polícia Federal desarticula organização criminosa suspeita de fraudar Agências dos Correios no TO

Operação PF

O grupo criminoso é suspeito de cometer fraudes para a obtenção de indenizações correspondentes a extravios de encomendas postadas em Agências dos Correios
publicado: 09/06/2020 08h09 última modificação: 09/06/2020 08h09
Arquivo PF

Arquivo PF

Palmas/TO -  A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta terça-feira (9/6), a Operação “Falsa Missiva”, tendo como objetivo desarticular um grupo criminoso envolvido em diversas fraudes cometidas contra Agências dos Correios no Tocantins.

Cerca de 40 policiais federais cumprem sete mandados de prisão temporária,  sete mandados de busca e apreensão, um afastamento de função pública, além de sequestro de valores, todos expedidos pela 4ª Vara Federal de Palmas/TO, nas cidades tocantinenses de Guaraí, Pequizeiro, Colmeia e Couto Magalhães.

O grupo criminoso é suspeito de cometer fraudes para a obtenção de indenizações correspondentes a extravios de encomendas postadas em Agências dos Correios no Estado. As investigações apontaram que algumas indenizações relacionadas a encomendas extraviadas foram efetivamente pagas pelos Correios aos respectivos remetentes, causando um prejuízo superior a R$ 50 mil à Instituição Federal, havendo indícios da participação de funcionários dos Correios.

Os investigados poderão responder pelos crimes de associação criminosa, estelionato e peculato, cujas penas somadas podem ultrapassar 20 anos de reclusão e multa.

 

Comunicação Social da Polícia Federal no Tocantins

Contato: (63) 3236-5440
E-mail: cs.srto@dpf.gov.br

 

O nome da operação “Missiva” que em latim significa “enviar”, se refere a “falsa postagem”, ou “falsa mensagem” que um remetente envia a um destinatário.