Você está aqui: Página Inicial > Serviços PF > Armas > Credenciamento de Instrutores de Armamento e Tiro

Credenciamento de Instrutores de Armamento e Tiro

A Lei nº 10.826/03 prevê a necessidade do credenciamento do instrutor de armamento e tiro responsável pela expedição do comprovante de capacitação técnica para o manuseio de arma de fogo.

O interessado em exercer a atividade de instrutor de armamento e tiro, para os fins previstos na Lei 10.826/03, deverá solicitar o seu credenciamento junto às Superintendências Regionais da Polícia Federal, mediante formulário próprio devidamente preenchido.

Devem ser credenciados perante a Polícia Federal os instrutores de armamento e tiro responsáveis pela avaliação técnica dos proprietários de armas (art. 5º, §2º da Lei nº 10.826/03) e dos vigilantes (art. 7º, §2º da Lei nº 10.826/03).

PROCEDIMENTO

1.O requerente deverá preencher o formulário próprio, além de atender aos seguintes requisitos:

(a) ter idade mínima de 25 anos;

(b) apresentar original e cópia, ou cópia autenticada de identidade e do CPF;

(c) Foto 3x4 recente;

(d) original e cópia, ou cópia autenticada do certificado de habilitação em curso de instrutor de armamento e tiro;

(e) original e cópia, ou cópia autenticada dos documentos que autorizam o funcionamento do estande de tiro onde serão aplicados os testes;

(f) comprovação de aptidão psicológica para manuseio de arma de fogo, atestado por psicólogo credenciado pela Polícia Federal;

(g) comprovação de idoneidade, com a apresentação das certidões negativas de antecedentes criminais fornecidas pela Justiça Federal, Estadual (incluindo Juizados Especiais), Militar e Eleitoral e de não estar respondendo a inquérito policial ou a processo criminal, que poderão ser fornecidas por meios eletrônicos.

  • Consulte aqui a forma de obtenção das certidões em cada localidade.

2.O requerimento devidamente preenchido e instruído deverá ser protocolizado junto a uma Superintendência da Policia Federal.

3.Os credenciamentos são realizados periodicamente. Assim, a Superintendência Regional da Polícia Federal irá entrar em contato oportunamente para a realização de entrevista e avaliação técnica com o candidato, a ser aplicada pela Comissão Nacional de Credenciamento de Instrutor de Armamento e Tiro.