Você está aqui: Página Inicial > Serviços PF > Estrangeiro > Novos procedimentos nos processos de prorrogação de prazo > Pedido de prorrogação de visto temporário I

Pedido de prorrogação de visto temporário I

Pedido de prorrogação de visto temporário I, conforme previsto na Portaria MJ nº 4/2015 e legislação correlata (art. 22 do Decreto n° 86.715/81):

 

 

  • Requerimento próprio, por meio de formulário devidamente preenchido;

 

  • Cópia autenticada do registro temporário (carteira de identidade para estrangeiro);

 

  • Cópia autenticada nítida e completa do passaporte ou documento de viagem utilizado;

 

  • Renovação do convite de entidade que justifique o pedido e especifique o prazo de estada (máximo de dois anos) e a natureza da função;

 

  • Prova de meio de subsistência durante a sua estada no Brasil, como por exemplo: termo de responsabilidade da entidade pela manutenção do estrangeiro durante a sua estada no Brasil, inclusive despesas médicas e hospitalares, e pelo seu regresso ao país de origem;

 

  • Ato constitutivo ou estatuto social da entidade requerente devidamente registrado no órgão competente;

 

  • Ato de nomeação, designação ou eleição da atual diretoria; 

 

  • Prova de que a entidade encontra-se em pleno e regular funcionamento;

 

    • Comprovante original do pagamento das taxas respectivas:

Código 140090 – Pedido de Prorrogação de Prazo de Estada – R$ 110,44

Código 140120 – Carteira de Estrangeiro Primeira Via – R$ 204,77

 

  • Documento que comprove experiência profissional ou qualificação compatível com as atividades a serem exercidas (currículo).

 

*  Para efetuar solicitação de registro, verificar se existe agenda disponível para atendimento, reimprimir formulário 154 ou gerar a GRU para pagamento de taxas, clique aqui

 

  • Obs.: Os documentos que devem ser apresentados por meio de cópias autenticadas poderão, alternativamente, ser apresentados em cópias simples acompanhadas dos documentos originais para autenticação pelo servidor público que os receber, nos termos do § 1º do art. 10 do Decreto nº 6.932, de 11 de agosto de 2009.