Portaria EXPULSÃO - YEMBER HINOJOZA ALGARAÑAZ

por FABIOLA CRISTINA DONIAK SPONCHIADO publicado 30/04/2020 14h38, última modificação 30/04/2020 14h38
Portaria SENAJUS/MJSP nº 432, de 17 de junho de 2019, publicada no Diário Oficial da União do dia 21 subsequente, determinou a expulsão do Território Nacional, em conformidade com o artigo 54, § 1º, II, § 2º, da Lei nº 13.445, de 24 de maio de 2017, do estrangeiro YEMBER HINOJOZA ALGARAÑAZ, de nacionalidade boliviana, filho de Victor Hugo Hinojoza e de Juana Algarañaz, nascido em Santa Cruz de la Sierra, Estado Plurinacional da Bolívia, em 25 de novembro de 1978.
PORTARIA Nº 811, DE 25 DE MARÇO DE 2020 por FABIOLA CRISTINA DONIAK SPONCHIADO — última modificação 30/04/2020 14h38
Resolve: Expulsar do território nacional, em conformidade com o art. 54, § 1º, II e § 2º, da Lei no 13.445, de 24 de maio de 2017, YEMBER HINOJOZA ALGARAÑAZ, de nacionalidade boliviana, filho de Victor Hugo Hinojoza e de Juana Algarañaz, nascido em Santa Cruz de la Sierra, Estado Plurinacional da Bolívia, em 25 de novembro de 1978, ficando a efetivação da expulsão condicionada ao cumprimento da pena a que estiver sujeito no País ou à liberação pelo Poder Judiciário, com o impedimento de reingresso no Brasil pelo período de 12 (doze) anos, 5 (cinco) meses e 10 (dez) dias, a partir da execução da medida.
EDITAL DE NOTIFICAÇÃO por FABIOLA CRISTINA DONIAK SPONCHIADO — última modificação 30/04/2020 14h38
Faz saber a YEMBER HINOJOZA ALGARAÑAZ, de nacionalidade boliviana, filho de Victor Hugo Hinojoza e de Juana Algarañaz, nascido em Santa Cruz de la Sierra, Estado Plurinacional da Bolívia, em 25 de novembro de 1978, estando em local incerto e não sabido, que, por determinação do Exmo. Senhor Coordenador de Processo Migratórios/MJ, contida na PortariaSENAJUS/MJSP nº 432, de 17 de junho de 2019, publicada no Diário Oficial da União do dia 21 subsequente, e informado a este Serviço por intermédio do Ofício Nº 2950/2020/DIMEC_EXPROCED/DIMEC/CGPMIG/DEMIG/SENAJUS/MJ (14487085), de 26/03/2020, com observância das normas previstas no Decreto 9.199/2017, de sua expulsão.