Você está aqui: Página Inicial Serviços Estrangeiro Requerer registro e emissão/renovação de Cédula de Identidade de Estrangeiro

Requerer Registro / Emissão / Renovação / Segunda Via de CIE

Num 1

Preenchimento do formulário para solicitação de registro, emissão de carteira de identidade de estrangeiro (1ª e 2ª via), substituição de CIE, renovação de CIE ou Acordo de Residência do MERCOSUL e Associados, clique aqui.

 

Num 2

Gerar a GRU (Guia de Recolhimento da União, documento similar a um boleto bancário comum, e seu pagamento pode ser efetuado em qualquer Banco, bem como nos terminais eletrônicos, casas lotéricas e Correios, obedecendo aos critérios estabelecidos nesses correspondentes bancários)

Num 3

Compareça a Unidade do DPF munido da documentação exigida, GRU paga, formulário preenchido e o protocolo da solicitação de agendamento.

  Verifique aqui se existe agenda disponível. Informe o código de solicitação impresso no cabeçalho do seu formulário.

Num 4 Para reimprimir o formulário clique aqui.
Num 5

Reagendar seu atendimento ou excluir seu agendamento.

 

 

Atenção:

A taxa para emissão de carteira de estrangeiro, classificado como temporário ou permanente, é de R$ 204,77 (código 140120). Esse valor é correspondente à emissão da 1ª via da carteira, bem como na substituição (em caso de carteiras danificadas) ou na renovação do documento.

Para emissão de segunda via da carteira de estrangeiro (em caso de perda, roubo, furto ou extravio), será devido o pagamento da taxa correspondente ao código 140139, no valor de R$ 502,78.


Informações sobre isenção de taxas:

DECRETO Nº 6.771, DE 16 DE FEVEREIRO DE 2009: Prevê que os cidadãos dos países membros da CPLP - Comunidade dos Países de Língua Portuguesa, organização internacional formada por AngolaBrasilCabo VerdeGuiné-BissauGuiné EquatorialMoçambiquePortugalSão Tomé e Príncipe e Timor-Leste, estão isentos do pagamento de taxas e emolumentos devidos na emissão e renovação de autorizações de residência, com exceção dos custos de emissão de documentos. Isso significa que não há necessidade do pagamento de taxa de pedidos de prorrogação de prazo de vistos temporários, taxa de permanência ou registro de estrangeiro, sendo devido somente o pagamento de taxa de emissão de carteira de estrangeiro, quando solicitada.

Portaria MJ nº 1.956, de 1º de dezembro de 2015: Estabelece a gratuidade do registro nacional de estrangeiro e da emissão das vias da cédula de identidade do estrangeiro, quando requeridos por refugiados e asilados reconhecidos pelo Governo Brasileiro.

Ações do documento